Na última postagem falamos sobre como tirar uma ideia do papel e desenvolver uma pesquisa de marketing. Hoje, vamos indicar o que é necessário para transformar esse conhecimento em estratégia e planejamento, e o que levar em consideração ao comunicar sua marca para o mundo.

Antes de continuar nossa caminhada, é importante relembrar os primeiros passos: A primeira ação foi uma fazer uma análise de mercado, identificando o segmento de atuação, os possíveis concorrentes e a análise dos fatores externos e internos –  que podem contribuir positiva ou negativamente no processo. A segunda etapa foi identificar o público-alvo e a persona, passando também pela jornada de compra, elementos cruciais para começar, de forma coerente, a pensar nas estratégias e ações de marketing.

Crie um planejamento de ações de curto e longo prazo

Finalmente chegamos na parte de colocar a “mão na massa” na estratégia de marketing – o planejamento. Ele é outra parte muito essencial e deve ser desenvolvida de maneira minuciosa. Porque, para chegar a um objetivo, devem ser definidas pequenas ações que, passo a passo, conseguirão chegar a uma ou mais metas. A definição das ações e suas etapas têm como base o diagnóstico de mercado, concorrentes, persona, jornada de compra, canais de comunicação e pontos de contato.

Cada ação terá uma meta e um objetivo que farão sentido no final do planejamento. É nesse momento que o funil de marketing surge, para guiar as ações, começando com a parte de atração, e evoluindo para a conversão, a venda e a fidelização dos leads, que é a parte em que você “encanta” seus clientes –  que passam a ser advogados da sua marca.

Existem inúmeras possibilidades de ações de marketing, tanto para o modelo tradicional (off-line), quanto para o digital (on-line). Nossa especialidade, na Telos, é o digital, porque acreditamos no potencial dele nessa era de transformação digital, onde todos são consumidores conectados. Existem vários canais de comunicação no meio digital: site, blog, redes sociais, anúncios; e vários meios: campanhas, inbound marketing, landing pages, e-mail marketing, etc.

Bônus: Quando falamos em ações off-line e on-line, é relevante considerar a integração das duas. É importante que uma converse com a outra, melhorando a experiência do consumidor. Essa conversa é chamada de omnichannel, e é uma demanda que está em alta – em especial no varejo – , onde  poucas empresas praticam.

Comunique, acompanhe e mensure suas ações

Nesse estágio inicial, as estratégias de divulgação devem levar em conta que o consumidor não conhece o seu produto / serviço. Por isso essas estratégias devem ser  elaboradas com base na primeira etapa do funil de marketing, a atração. É o momento crucial de comunicar a sua marca para o mundo.

Aqui vale destacar que, desde o começo, também é importante fazer um acompanhamento de como as ações estão sendo recebidas, colocando isso em relatórios, para que, com o tempo, seja possível mensurar os resultados –  o que deu certo e o que não deu certo, porque isso aconteceu e o que fazer para que dê certo na próxima vez. Isso significa que um plano de marketing estará sempre se atualizando, mas com um ótimo propósito: trazer os melhores resultados.

Esse é só o começo de uma longa jornada. Identificamos, de maneira geral, quais são os pontos principais a serem levados em consideração. Mas a verdade é que um acompanhamento minucioso, passo a passo, é muito pertinente. E, conforme indicamos no primeiro post, o acompanhamento de um especialista é crucial para a validação de todos os processos, pois os profissionais de marketing tem diversas competências que farão toda a diferença.

Continue acompanhando nossas publicações e conte conosco 🙂


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *