A transformação digital deixou de ser uma visão de futuro para se tornar realidade no cotidiano de todos nós. No entanto, ainda existem muitas dúvidas sobre o que de fato isso quer dizer. O que é a transformação digital e como ela nos afeta? Mais do que uma buzzword, transformação digital envolve uma grande mudança cultural, na qual as novas tecnologias têm forte influência sobre a forma como percebemos e fazemos as coisas.

Quando falamos em mudança cultural, é por compreender que a transformação digital é muito mais do que tecnologia. De nada adianta você se inserir em um ambiente digital e adotar o uso de sistemas se a sua forma de pensar permanecer a mesma. As ferramentas são apenas meios para se chegar a algum lugar. A grande mudança está na lógica por trás e na rápida e constante evolução que está ocorrendo. Parece clichê, mas nunca o lema “adapte-se ou morra” fez tanto sentido.

A transformação digital ocorre em uma intersecção entre três aspectos principais:

PESSOAS: O comportamento das pessoas mudou drasticamente a partir da expansão das novas tecnologias, principalmente da mobilidade. O foco da transformação digital está em compreender essas mudanças para repensar a experiência gerada para as pessoas, dentro e fora da organização. A tecnologia facilita o desenvolvimento, a execução e a gestão dessas experiências.

PROCESSOS: Os processo para produzir, comunicar, vender, entregar e manter relacionamentos também estão sendo transformados pela tecnologia. Automação, personalização e integração

NEGÓCIOS: A partir da tecnologia, novos modelos de negócio estão surgindo e ameaçando os negócios tradicionais. Ter um pensamento orientado à inovação para explorar novos cenários é parte essencial da transformação digital.

O que muda no cenário da transformação digital

Existem diversos outros elementos, mas alguns dos principais são:

Visão compartilhada: Se você está acostumado a criar uma estratégia, desenvolver um plano de ações e lançar no mercado, voltado ao seu público-alvo, desculpe. Isso não funciona mais assim. Cada vez mais os clientes e consumidores estão se transformando em cocriadores das marcas, produtos e serviços. Não importa o tamanho do seu negócio. Eles precisam ser considerados como partes interessadas para que sua proposta de valor de fato gere valor.

Ecossistema: Sua empresa não está sozinha. Ela faz parte de um ecossistema composto por colaboradores, clientes, fornecedores, concorrentes, vizinhos, governo e outras organizações sociais ou privadas que fazem parte de uma sociedade, com necessidades, expectativas, crenças, valores, causas sociais e dilemas morais e éticos. Todos esses elementos precisam entrar em consideração para que seu negócio seja capaz de gerar valor compartilhado para estes diferentes interesses. Campanhas lançadas sem considerar esse aspectos correm o risco de serem estraçalhadas ao chegarem na internet.

Micromomentos: Foi-se o tempo em que as pessoas entravam em contato com as empresas e esperavam horas ou dias por um retorno. Hoje, se você não der retorno imediato, há uma grande chance de seu cliente ir buscar apoio em outro lugar. Isso ocorre porque, a partir do crescimento do uso de smartphones e tablets as pessoas passaram a buscar a solução dos seus problemas na hora em que eles acontecem, com poucos cliques. É o que o Google chamou de micromomentos. Compreender esse imediatismo do novo consumidor e estar preparado para atender essas demandas é outro fator essencial para qualquer negócio.

Personalização: As pessoas não acreditam mais em soluções de massa. Cada vez mais cresce a procura por experiências personalizadas. Paradoxalmente, a tecnologia possibilita o desenvolvimento dessas experiências personalizadas, de forma massiva.

Presença digital: Sua empresa já está na internet, queira você ou não. Seus clientes, colaboradores, fornecedores e até seu vizinho têm acesso à internet. Eles podem fazer check in, comentar sobre experiência de uso e atendimento, condições de trabalho, e até sobre os resíduos da sua pequena reforma, gerando opiniões a seu respeito na rede. Todo e qualquer relacionamento que a sua empresa possui,  tem um grande potencial de ir parar na internet em algum momento. A diferença é que se você monitora essa presença e age proativamente para extrair o que há de mais positivo nela, você transforma isso em vantagem competitiva.

Aprendizado em tempo real: Qualquer ação irá gerar uma reação. Estar atento e se adaptar a partir dela é essencial. Em um ambiente cada vez mais complexo, o acaso deve fazer parte de uma estratégia sólida. De nada adianta você se abraçar nas suas convicções e desconsiderar os movimentos que ocorrem no meio do caminho, aleatoriamente à sua vontade.

Tecnologias disponíveis: Do básico ao avançado, existem tecnologias disponíveis para que sua empresa passe pelo processo de transformação digital. Desde a gestão financeira até a gestão do relacionamento com clientes. Do uso de chat até a estratégia de redes sociais.

Hoje, softwares para os mais diversos fins estão disponíveis na nuvem para que você possa utilizar, gerando valor, controle e automatizando processos do seu negócio em qualquer etapa da jornada. E isso não é só para poupar tempo de digitação no Excel não! A tecnologia confere à você inteligência para escalar seus negócios, de forma exponencial. Um pequeno varejo de bairro, pode virar um e-commerce em nível nacional. Um pequeno consultório médico pode disparar automaticamente lembretes personalizados nas datas de reconsulta de seus pacientes. Um prestador de serviços local pode virar influenciador digital no seu segmento. Não há mais limites e nem fronteiras que o impeçam de chegar onde você deseja.

Muitas são as mudanças que ocorrem a partir da transformação digital. Mas o mais importante de tudo é ter consciência do que está acontecendo, para dar o primeiro passo. E então, sua empresa está preparada para esse novo mundo?


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *